Notícias

Fique por dentro do que acontece na sua Caixa

Fachada da CAAB iluminada em apoio ao ‘Junho Vermelho’ para estimular doação de sangue

02 FAC

Sempre engajada em campanhas de cunho social e institucionail, a CAAB está apoiando o ‘Junho Vermelho’, que convoca a população para doação de sangue com o objetivo de repor os estoques de sangue e plaquetas dos hemocentros, quase sempre com número inferior à demanda.  Neste mês de junho, quando o Dia Mundial do Doador é comemorado (14/06) a Caixa de Assistência mantém a fachada de sua sede, no bairro de Nazaré, iluminada na cor vermelha e também convoca seus associados para doarem sangue num ato de humanidade e amor ao próximo.

“Desde o primeiro triênio de nossa gestão, de 2016 a 2108, decidimos engajar a Caixa de Assistência em lutas sociais e humanitárias, como o trabalho desenvolvido pela Fundação Hemoba, com quem já fizemos parceria para que advogados e advogadas doassem sangue, doassem vida e esperança. Para reforçar nosso compromisso com causas importantes como essa, voltamos a iluminar a fachada de nossa sede com a cor vermelha, durante o mês de junho. Uma forma simples e verdadeira de dizer que a CAAB está ao lado da Hemoba em suas ações que salvam vidas”, disse o presidente da instituição Luiz Coutinho.

Pesquisas da Hemoba mostram que em junho, mês tipicamente frio, é comum ocorrer uma redução no número de doações. Justamente no período as festas juninas, quando ocorre muito deslocamento de pessoas da capital para o interior do Estado, quando, infelizmente, acontece um aumento de desastres em nossas rodovias estaduais e federais. Daí, a necessidade de se manter um estoque rigorosamente suficiente para atender à grande demanda.

Informações para o doador

Na triagem de doadores, a Fundação Hemoba obedece as normas legais vigentes como a Portaria do Ministério da Saúde n.º 158 de 2016. O alto rigor no cumprimento dessas normas visa oferecer segurança e proteção ao doador e ao receptor.

Abaixo estão listados alguns requisitos básicos e os principais impedimentos temporários e definitivos para doação de sangue. No entanto, esta lista não esgota os motivos de impedimentos para doação, de forma que outras informações prestadas por você durante a triagem clínica serão consideradas para definir se está apto para doar sangue nesse momento.

Condições Básicas

  • Estar em boas condições de saúde;
  • Pesar acima de 50 kg;
  • Apresentar documento original com foto, emitido por órgão oficial e válido em todo o território nacional:

– Carteira de Identidade
– Cartão de Identidade de Profissional
– Carteira de Trabalho e Previdência Social
– Carteira Nacional de Habilitação
– Passaporte
– Será aceita fotocópia autenticada do documento, desde que as fotos e inscrições estejam legíveis e as imagens permitam a identificação do portador

  • Ter entre 16 e 69 anos de idade, sendo que:

– Menores de 18 anos devem estar acompanhados por um responsável legal (veja o formulário de autorização)
– Pessoas com mais de 60 anos só poderão doar caso já tenham realizado uma doação antes dos 60 anos

Quanto ao número de doações

  • Homens: podem doar até 4 vezes a cada 12 meses, com intervalo mínimo de 60 dias entre as doações.
  • Mulheres: podem doar até 3 vezes a cada 12 meses, com intervalo mínimo de 90 dias entre as doações.

Recomendações para o dia da doação

  • Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);
  • Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação);
  • Não ingerir bebida alcoólica nas últimas 12 horas;
  • Não fumar por pelo menos 2 horas.

Impedimentos temporários

  • Se você estiver gripado, resfriado, com febre, espere 15 dias após o desaparecimento dos sintomas;
  • Estar grávida;
  • Período pós-gravidez (90 dias para parto normal e 180 dias para parto cesariano);
  • Período de amamentação (durante os primeiros 12 meses);
  • Tatuagem e/ou piercing nos últimos 12 meses (piercing em cavidade oral ou região genital impede a doação);
  • Ter feito exames/procedimentos endoscópicos nos últimos 6 meses;
  • Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis; aguardar 12 meses.

Impedimentos definitivos

  • Quem teve diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade;
  • Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças transmissíveis pelo sangue: hepatite B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II, Doença de Chagas e Sífilis;
  • Uso de drogas ilícitas injetáveis.

Cuidados após a doação

  • Beber bastante líquido nas primeiras 24 horas e alimentar-se normalmente.
  • Não fumar nas primeiras 2 horas.
  • Não realizar esforço físico, esportes radicais ou atividade de risco.
  • Manter o curativo no local da punção por 4 horas;
  • Não fazer esforço com o braço em que realizou a doação.

Obs.: Se, após deixar o banco de sangue, você sentir mal-estar, tontura, fraqueza e sensação de que vai desmaiar, sente-se em qualquer local e coloque a cabeça entre os joelhos ou então, deite imediatamente no chão com as pernas elevadas. Estas medidas evitam quedas da própria altura e aumentam a circulação de sangue na cabeça, aliviando rapidamente os sintomas.

O que acontece com o sangue doado?

Todo sangue doado é separado em diferentes componentes (hemácias, plaquetas, plasmas, etc.), assim poderá beneficiar mais de um paciente com apenas uma doação. Esses componentes são encaminhados aos hospitais públicos do estado da Bahia, a fim de atender casos de emergência, pacientes internados e pessoas com doenças hematológicas.

IMPORTANTE:

Embora tenham sido realizados exames no sangue, tais como: hepatite, sífilis, Doença de Chagas, HIV e outros, há um período chamado “janela imunológica”, que é o espaço de tempo entre a contaminação e a positividade do teste. Isso significa que a pessoa pode ter sido contaminada por um agente infeccioso e este não ser detectado através dos exames realizados. Por isso, é fundamental que você seja sincero na entrevista, que será mantida em sigilo. Honestidade também salva vidas. Diante de um teste positivo ou inconclusivo, o doador será convocado por meio de carta para a realização de um novo exame.

Fonte: Fundação Hemoba

 

Deixe seu Comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.