Notícias

Fique por dentro do que acontece na sua Caixa

Salvador ganha a II Copa Estadual de Futebol CAAB e é bicampeão da competição

destaque

O time de Salvador foi o grande vencedor da II Copa Estadual de Futebol CAAB, após bater o time de Irecê por 9×2, em partida disputada neste sábado (18/08), no Clube dos Advogados, em Praia do Flamengo. A competição é mais um dos arrojados programas esportivos da atual gestão da Caixa de Assistência dos Advogados da Bahia (CAA-BA), que em sua segunda edição bateu dois importantes recordes: 24 equipes inscritas e mais de 500 advogados jogadores, de várias regiões do Estado, participando diretamente. O evento teve o apoio da Qualicorp. O time da capital agora é o bicampeão do torneio, que é o maior do país no segmento da advocacia. Confira galeria de fotos abvaixo.

A premiação de campeão e vice vai ocorrer durante a Festa da Advocacia, que a CAAB realizou nesta tarde, no lounge premium da Arena Fonte Nova, reunindo advogados, advogadas (inclusive de outros estados) e estagiários para comemorar o Dia da Advocacia – celebrado em 11 de agosto, com animação do Chiclete com Banana e da cantora Ju Moraes.

“Quando nossa diretoria assumiu a gestão da CAAB, a convite do presidente da OAB-BA, Luiz Viana, decidiu que uma das metas seria investir no esporte como fomentador da busca pelo bem-estar e melhor qualidade de vida, sem esquecer que através da prática esportiva conseguimos promover a integração da classe, unindo colegas que atuam na capital e nas várias regiões desse nosso grande Estado. Na segunda edição da Copa CAAB é possível constatar que optamos pelo caminho certo. Reunir mais de 500 colegas num torneio bastante competitivo, é prova inequívoca do acerto da atual gestão”, comemora o presidente da CAAB, Luiz Coutinho.

Prosseguindo, Luiz Coutinho disse que outro grande trunfo da atual gestão com relação à Copa CAAB é que já na sua segunda edição ela é uma competição que foi abraçada pelos advogados, sejam da capital ou do interior. E isso decorre da forma organizacional como foi montada, buscando atender às expectativas de todos independentemente da região do Estado onde atuem. “Isso nos deixa bastante feliz. Mostra que investimos em um projeto realmente voltado para a advocacia esportiva da nossa Bahia. Portanto, esse projeto é uma semente que foi plantada, que germinou e já fincou raízes. Sendo assim, vai continuar existindo independentemente da diretoria que esteja à frente da Caixa de Assistência. Ou seja, trabalhamos pensando na classe…”, pontuou Luiz Coutinho acrescentando que ano que vem tem mais.

Quem também comemora o sucesso da Copa CAAB, já em sua segunda edição, é o diretor de esporte da Caixa de Assistência, Milton Jordão. “Através do incentivo à prática do esporte a atual gestão vem promovendo a busca pelo bem-estar da classe e a integração entre colegas da capital e do interior do Estado. Em nossa Copa, independentemente dos resultados em campo, ninguém sai perdendo. Todos ganham e a advocacia sai fortalecida”.

“Esse é um dia de muita alegria para nós da diretoria da Caixa de Assistência com mais essa importante realização da II Copa CAAB. Um momento de confraternização da classe em meio a um belíssimo trabalho de nossa diretoria, da OAB-BA e também das subseções da Ordem, que ajudaram com a realização das seletivas. Não podemos esquecer do apoio dos parceiros na realização da competição”, disse o diretor-tesoureiro Maurício Leahy.

16

Ico e Diogiano

“A CAAB está de parabéns, principalmente este ano que modificou a forma de disputa da Copa com jogos regionais. As semifinais também foram disputadas dessa forma e isso foi muito bom. Houve mais aproximação entre os profissionais das regiões. Essas semifinais e final em Salvador concorreram para abrilhantar a festa. Para bens para a CAAB, parabéns para Coutinho e Maurício e para os times que se dedicaram e se deslocaram para a capital representando suas subseções. O importante mesmo é a integração da classe”, disse Carlos Frederico Ico Oliveira, delegado da CAAB em Itabuna.

Para o delegado da CAAB em Irecê, Diogiano Marcelo de Lima, a ação inovadora da CAAB vem promovendo uma grande integração entre os advogados das diversas regiões do Estado. “O formato da disputa este ano, com a fase de classificação nas zonais, propiciou maior participação de subseções e aproximação dos advogados. Acredito que mantendo essa evolução no ano que vem será ainda melhor. A CAAB está de parabéns, acrescentou afirmando que “essa é a Copa da Amizade. Apesar da rivalidade em campo todos são amigos, interagem. E isso é muito importante para o fortalecimento da advocacia baiana”.

17

Edmilton

“Isso aqui é o que de melhor poderia acontecer para promover essa imensa integração entre os advogados de várias regiões da Bahia. Estou chateado porque Itabuna não passou para fazer a final com Salvador (risos), Mas estou conformado porque nosso time fez um bom jogo. Ano que vem com certeza, chegaremos à final e levantaremos o título da Copa CAAB”, disse o presidente da subseção da OAB-BA de Itabuna, Edmilton Carneiro de Almeida, que parabenizou a CAAB por mais uma ação voltada para o esporte.

25

Fernando Santos

“A CAAB, como sempre, marcando presença aqui no clube, movimentando o nosso espaço. Um grande evento, que mobiliza profissionais da capital e interior do Estado e fomentando o esporte e a interação entre as diversas subseções da OAB-BA. Com certeza um evento que já se consolidou e estaremos sempre de portas abertas para acolher os colegas”, afirmou o presidente do Clube dos Advogados, Fernando dos Santos.

28

Ricardo

Capitão do time de Salvador, o advogado Ricardo Moraes Amorim (OAB-BA 28.963) ressaltou que o campeonato é uma competição muito importante para a classe, porque promove a integração entre os advogados. “Esse ano o campeonato foi muito mais estruturado e os times do interior vieram muito fortes e competitivos. Isso foi bom para a competição”, acrescentou parabenizando a CAAB pela organização do torneio. “Também parabenizo os adversários que jogara, de forma aguerrida e sem violência. Todos estão de parabéns”.

OS JOGOS – Nas semifinais Irecê venceu Ilhéus por 6×4, enquanto Salvador passou por Itabuna ganhando de 4×3. Na grande final Salvador venceu Irecê por 9×2.

 

Deixe seu Comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.