Notícias

Fique por dentro do que acontece na sua Caixa

Coral da CAAB faz apresentação especial na Cidade da Luz nesta terça, 03

coral

A convite do Centro Espírita Cavaleiros da Luz, o Coral da CAAB fará mais uma apresentação especial na Cidade da Luz, nesta terça-feira (03/04), localizada na Rua Barreto Pedroso, 295, em Pituaçu. Sob a regência do pianista e diretor musical Estevam Dantas, o Coral CAAB cantará para mais de 2.000 pessoas na área externa do Centro.

“Esse convite resulta da excelente apresentação que fizemos na Cidade da Luz, agradando bastante. Estamos entusiasmados e faremos, com certeza, mais uma bela apresentação em agradecimento ao convite do Cavaleiros da Luz”, pontuou Estevam Dantas.

O maestro disse ainda que foi elaborado um repertório todo especial com músicas e arranjos novos, a exemplo do clássico ‘Maior’, de Dani Black. “Essa será mais uma oportunidade para que possamos divulgar, por meio do Coral CAAB, o trabalho da atual gestão da Caixa de Assistência que também investe em cultura”, finalizou o maestro.

 

Maior (Dani Black)

Eu sou maior do que era antes
Estou melhor do que era ontem
Eu sou filho do mistério e do silêncio
Somente o tempo vai me revelar quem sou

Eu sou maior (eu sou maior) do que era antes (do que era antes)
Estou melhor (estou melhor) do que era ontem (do que era ontem)
Eu sou filho do mistério e do silêncio
Somente o tempo vai me revelar quem sou

Eu sou maior (eu sou maior) do que era antes (do que era antes)
Estou melhor (estou melhor) do que era ontem (do que era ontem)
Eu sou filho do mistério e do silêncio
Somente o tempo vai me revelar quem sou

As cores mudam
As mudas crescem
Quando se desnudam
Quando não se esquecem

Daquelas dores que deixamos para trás
Sem saber que aquele choro valia ouro
Estamos existindo entre mistérios e silêncios
Evoluindo a cada lua, a cada sol

Se era certo ou se errei
Se sou súdito, se sou rei
Somente atento à voz do tempo saberei

Eu sou maior (eu sou maior) do que era antes (do que era antes)
Estou melhor (estou melhor) do que era ontem (do que era ontem)
Eu sou filho do mistério e do silêncio
Somente o tempo vai me revelar quem sou

As cores mudam (as cores mudam)
As mudas crescem
Quando se desnudam
Quando não se esquecem (não se esquecem)

Daquelas dores que deixamos para trás
Sem saber que aquele choro valia ouro
Estamos existindo entre mistérios e silêncios (silêncios)
Evoluindo a cada lua, a cada sol

Se era certo ou se errei
Se sou súdito, se sou rei
Somente atento à voz do tempo saberei

Eu sou maior (eu sou maior) do que era antes (do que era antes)
Estou melhor (estou melhor) do que era ontem (do que era ontem)
Eu sou filho do mistério e do silêncio
Somente o tempo vai me revelar quem sou

E eu sou maior (eu sou maior) do que era antes (do que era antes)
Estou melhor (estou melhor) do que era ontem (do que era ontem)
Eu sou filho do mistério e do silêncio
Somente o tempo vai me revelar quem sou

Somente o tempo vai me revelar quem sou
Somente o tempo vai me revelar quem sou

Somente o tempo vai me revelar quem sou
Vai me revelar
Somente o tempo vai me revelar quem sou

Deixe seu Comentário